Fotografia da Natureza por André Brito e Ana Esteves

Pica-pau-malhado-grande

Dendrocopos major (Juvenil)

Dendrocopos major_Juvenil_1

O Juvenil de Pica-pau-malhado-grande apresenta uns tons mais esbatidos que os seu progenitores, nomeadamente nas coberturas infracaudais. Apesar de estas serem já vermelhas a sua coloração é ténue quando comparada com indivíduos adultos. Uma forma fácil e rápida de identificação de um Pica-pau-malhado-grande juvenil é a sua coroa vermelha. Indivíduos adultos apresentam a coroa preta sendo que o dimorfismo sexual é verificado na presença de uma mancha vermelha na nuca presente no macho.


Dendrocopos major (Cria)

Dendrocopos major_Juvenil

 

O Juvenil de Pica-pau-malhado-grande apresenta uns tons mais esbatidos que os seu progenitores, nomeadamente nas coberturas infracaudais. Apesar de estas serem já vermelhas a sua coloração é ténue quando comparada com indivíduos adultos. Uma forma fácil e rápida de identificação de um Pica-pau-malhado-grande juvenil é a sua coroa vermelha. Indivíduos adultos apresentam a coroa preta sendo que o dimorfismo sexual é verificado na presença de uma mancha vermelha na nuca presente no macho.


Dendrocopos major

O Pica-pau-malhado-grande é o maior dos Pica-paus Portugueses, mede cerca de 22-24 cm. A parte superior é preta com faces brancas, manchas brancas o pescoço e duas manchas ovais no dorso. A parte inferior é castanha clara com as coberturas infracaudais vermelhas. O macho adulto apresenta uma mancha vermelha na nuca que se encontra ausente na fêmea e no juvenil. Nos juvenis a coroa é vermelha ao contrário dos adultos que é preta.

Os habitats preferidos são os bosques, jardins e sebes. Têm por hábito vaguear em árvores mortas onde são avistados com frequência a subir por ela e a bater com o bico provocando um som cavo e de longo alcance. É uma espécie residente e bem distribuída na Europa, com excepção da Irlanda onde é ausente.

Alimentam-se principalmente de insectos que são capturados nos troncos das árvores, no entanto também se podem alimentar de sementes.

Constrói o ninho num buraco de árvore com o auxilio do bico curto, efectua 1 postura entre Maio-Junho com 4-7 ovos.

Estatuto de conservação (Livro vermelho de Vertebrados): LC – Pouco preocupante


Dendrocopos major

O Pica-pau-malhado-grande é o maior dos Pica-paus Portugueses, mede cerca de 22-24 cm. A parte superior é preta com faces brancas, manchas brancas o pescoço e duas manchas ovais no dorso. A parte inferior é castanha clara com as coberturas infracaudais vermelhas. O macho adulto apresenta uma mancha vermelha na nuca que se encontra ausente na fêmea e no juvenil. Nos juvenis a coroa é vermelha ao contrário dos adultos que é preta.

Os habitats preferidos são os bosques, jardins e sebes. Têm por hábito vaguear em árvores mortas onde são avistados com frequência a subir por ela e a bater com o bico provocando um som cavo e de longo alcance. É uma espécie residente e bem distribuída na Europa, com excepção da Irlanda onde é ausente.

Alimentam-se principalmente de insectos que são capturados nos troncos das árvores, no entanto também se podem alimentar de sementes.

Constrói o ninho num buraco de árvore com o auxilio do bico curto, efectua 1 postura entre Maio-Junho com 4-7 ovos.

Estatuto de conservação (Livro vermelho de Vertebrados): LC – Pouco preocupante