Fotografia da Natureza por André Brito e Ana Esteves

Pardal-comum

Passer domesticus

Passer domesticus_2014_1

O Pardal-comum é uma das aves mais abundantes da Europa. Mede cerca de 14-15,5 cm. O macho apresenta um dorso malhado de castanho e preto, nuca castanho-chocolate e coroa cinzenta. O peito é cinzento e tem um babete preto que vai da garganta até ao peito. A fêmea é castanho-clara com dorso malhado. Tem uma listra superciliar clara e uma barra alar dupla.

Habita em quase todos os tipos de habitat. Pode ser encontrado em jardins, pauis, charnecas, rochedos, estuários, bosques, sebes e é muito frequente em zonas humanizadas onde forma grandes bandos. Pode ser observado durante todo o ano.

Alimenta-se sobretudo de sementes, insectos e bagas. Nas cidades procuram muitas vezes locais onde as pessoas se costumam alimentar, como cafés e esplanadas.

Constrói o ninho em forma de cúpula numa fenda de edifício ou por vezes em árvores. Efectua 3 posturas entre Abril-Junho com 3-5 ovos.

Estatuto de conservação (Livro vermelho de Vertebrados): LC – Pouco preocupante

Anúncios

Passer domesticus (fêmea)

O Pardal-comum é uma das aves mais abundantes da Europa. Mede cerca de 14-15,5 cm. O macho apresenta um dorso malhado de castanho e preto, nuca castanho-chocolate e coroa cinzenta. O peito é cinzento e tem um babete preto que vai da garganta até ao peito. A fêmea é castanho-clara com dorso malhado. Tem uma listra superciliar clara e uma barra alar dupla.

Habita em quase todos os tipos de habitat. Pode ser encontrado em jardins, pauis, charnecas, rochedos, estuários, bosques, sebes e é muito frequente em zonas humanizadas onde forma grandes bandos. Pode ser observado durante todo o ano.

Alimenta-se sobretudo de sementes, insectos e bagas. Nas cidades procuram muitas vezes locais onde as pessoas se costumam alimentar, como cafés e esplanadas.

Constrói o ninho em forma de cúpula numa fenda de edifício ou por vezes em árvores. Efectua 3 posturas entre Abril-Junho com 3-5 ovos.

Estatuto de conservação (Livro vermelho de Vertebrados): LC – Pouco preocupante


Passer domesticus (macho)

O Pardal-comum é uma das aves mais abundantes da Europa. Mede cerca de 14-15,5 cm. O macho apresenta um dorso malhado de castanho e preto, nuca castanho-chocolate e coroa cinzenta. O peito é cinzento e tem um babete preto que vai da garganta até ao peito. A fêmea é castanho-clara com dorso malhado. Tem uma listra superciliar clara e uma barra alar dupla.

Habita em quase todos os tipos de habitat. Pode ser encontrado em jardins, pauis, charnecas, rochedos, estuários, bosques, sebes e é muito frequente em zonas humanizadas onde forma grandes bandos. Pode ser observado durante todo o ano.

Alimenta-se sobretudo de sementes, insectos e bagas. Nas cidades procuram muitas vezes locais onde as pessoas se costumam alimentar, como cafés e esplanadas.

Constrói o ninho em forma de cúpula numa fenda de edifício ou por vezes em árvores. Efectua 3 posturas entre Abril-Junho com 3-5 ovos.

Estatuto de conservação (Livro vermelho de Vertebrados): LC – Pouco preocupante