Fotografia da Natureza por André Brito e Ana Esteves

Alvéola-branca

Motacilla alba

A Alvéola-branca, é a mais comum da nossas alvéolas. Mede cerca de 17-18 cm. O macho é sobretudo preto na parte superior e com face branca. A fêmea é semelhante, mas com o dorso cinzento-ardósia. Os juvenis e aves de 1º inverno possuem o dorso cinzento.

Habita em águas doces interiores, campos, jardins e também é muito comum visualizarem-se a caminhar em estradas. Esta é uma espécie residente em Portugal, é visitante estival na Escandinávia e Europa Oriental.

A sua alimentação é baseada em insectos.

Constrói um ninho em forma de taça junto (ou mesmo) ao solo, efectua duas posturas de Abril-Junho com 5-6 ovos.

Estatuto de conservação (Livro vermelho de Vertebrados): LC – Pouco preocupante

Anúncios

Motacilla alba

A Alvéola-branca, é a mais comum da nossas alvéolas. Mede cerca de 17-18 cm. O macho é sobretudo preto na parte superior e com face branca. A fêmea é semelhante, mas com o dorso cinzento-ardósia. Os juvenis e aves de 1º inverno possuem o dorso cinzento.

Habita em águas doces interiores, campos, jardins e também é muito comum visualizarem-se a caminhar em estradas. Esta é uma espécie residente em Portugal, é visitante estival na Escandinávia e Europa Oriental.

A sua alimentação é baseada em insectos.

Constrói um ninho em forma de taça junto (ou mesmo) ao solo, efectua duas posturas de Abril-Junho com 5-6 ovos.